domingo, janeiro 20, 2008

30 - 1


Lá se foram 29 verões desde aquela manhã em 79. O dia amanhaceu quente como as manhãs de janeiro. Não lembro bem se estávamos e horário de verão, mas o fato é que eu estava quietinho no meu aconchego.

Ficaria ali, deitadão, boiando e comendo para sempre, mas lembr de sentir movimentos estranhos e então vislumbrei uma luz. Tentei fugir dela com vontade, mas minhas pernas, acostumadas à simplesmente não fazer nada, não me ajudaram.

Uma mão fria me agarra pelos pés. A luz externa era muito forte e não pude abrir os olhos. Mesmo sendo verão, lembro de sentr frio pra caramba ali de fora.

Tentei ficar em silêncio para quem sabe me voltarem para a barriga quentinha da minha mãe. De repente, uma pancada na bunda.

"_Porra!! Que merda é essa que tão fazendo comigo? Quem é o engraçadinho que tá me batendo?", pensei.

Tentei revidar mas ainda me mantinham de cabeça para baixo com as pernas presas. Outra pancada. Desta vez mais forte.

Segurei o choro. Estava sem ação mas não ia pagar de mulherzinha ali na frente daquelas pessoas. Silêncio total.

Comecei a perceber uma certa preocupação no ambiente. Algumas pessoas estavam falando que eu estava ficando roxo e alguma movimentação mais estranha começou a acontecer na sala.

Outra pancada. Desta vez forte. Muito forte. Não deu pra segurar. Chorei pra caramba. As coisas acalmaram. Esse era o intuito daqueles caras estranhos.

Tentei guardar a cara de cada um deles para um dia revidar as pancadas que me deram. Meu treinamento já começou. Eles que me aguardem!!! :)

Um comentário:

Tiago Setti disse...

Parabéns!
Muita felicidade e sucesso!